Suposta escalação irregular de Fernando Bob causa rebuliço e apreensão entre gremistas e colorados

Foto: Ricardo Duarte/Internacional

Foto: Ricardo Duarte/Internacional

De um lado, gremistas enlouquecidos com a possibilidade de o Inter perder pontos por uma eventual escalação irregular do volante Fernando Bob. De outro, colorados correndo atrás de súmulas dos jogos para contestar qualquer falha do departamento de futebol do Inter. O assunto causou um rebuliço e, ao mesmo tempo, apreensão nas redes sociais.

Tudo porquê se especulava que Fernando Bob estivesse suspenso para a partida diante do Figueirense, neste sábado, no Beira-Rio, e assim acabou escalado de forma imprudente, tendo o Inter, como consequência, perda de pontos no Brasileirão. Assim, estaria, ainda, praticamente rebaixado à Série B, uma vez que lhe seriam tirados os três pontos da vitória no final de semana, mais três pontos pela infração.

Acontece que Fernando Bob recebeu dois cartões amarelos na partida contra a Ponte Preta, dia 24 de julho. Em seguida, um cartão vermelho. Conforme a súmula da partida, abaixo:

bob

Pelo Regulamento, quando dois amarelos são recebidos antes de um vermelho, os mesmos não valem para contagem de suspensão. A sequência de amarelos de Bob é:

São Paulo – recebeu, primeiro da série
Atlético-PR – recebeu, segundo da série
América-MG, recebeu, terceiro da série (cumpre suspensão automática)
Flamengo, recebeu, primeiro da nova série
Grêmio, recebeu, segundo da nova série
Ponte Preta, recebeu dois cartões amarelos seguidos de um vermelho. Logo, os dois cartões são anulados.
Chapecoense – recebeu, terceiro da nova série
Sport – recebeu, primeiro da série
Atlético-MG – recebeu, segundo da série. Logo, está na lista de pendurados do Inter.

Diz o Regulamento Geral das Competições da CBF:

Art. 51 – Perderá a condição de jogo para a partida oficial subsequente da mesma competição, o atleta advertido pelo árbitro a cada série de três (3) advertências com cartões amarelos, independentemente da sequência das partidas previstas na tabela da competição.

§ 1º – O controle do número de cartões amarelos e vermelhos é de responsabilidade única e exclusiva dos clubes disputantes da competição.

§ 2º – Os cartões amarelos submetem-se, obrigatoriamente, aos seguintes critérios de aplicação:

I – quando um atleta for advertido com um (1) cartão amarelo e, posteriormente, for expulso com a exibição direta de cartão vermelho na mesma partida, aquele cartão amarelo inicial permanecerá em vigor para o computo da série de três (3) cartões amarelos;

II – quando o cartão amarelo precedente à exibição direta do cartão vermelho for o terceiro da série, o atleta será sancionado com dois (2) impedimentos automáticos, sendo o primeiro pelo recebimento do cartão vermelho e o segundo pela sequência de três (3) cartões amarelos;

III – quando um atleta receber um (1) cartão amarelo e, posteriormente, receber um (1) segundo cartão amarelo, com a exibição consequente do cartão vermelho, tais cartões amarelos não serão considerados para o cômputo da série de três (3) cartões amarelos que geram o impedimento automático.

Comentários

Comentários