Roger Machado revela conversa com Éverton: “Deixa de ser promessa e passa a ser afirmação”

 

FOTO: PEDRO ESPINOSA / MUNDO GRE-NAL

FOTO: PEDRO ESPINOSA / MUNDO GRE-NAL

“Estou muito satisfeito com o poder de reação da minha equipe. Enquanto há tempo, a postura tem de ser a mesma.”

Assim Roger Machado começou sua entrevista coletiva pós vitória frente ao Figueirense por 2×1 na Arena.

O treinador ficou muito satisfeito com a vitória gremista. Definiu e destacou ainda algumas ponderações sobre as críticas na forma que o Grêmio atua com relação ao ataque (leia-se o “avante móvel”): “A forma como eu monto o time, é pra qualquer atleta. A diferença é que crio a mecânica de jogo de forma que não terão 40 cruzamentos na linha de fundo. E eu quero que cruze, mas não de qualquer jeito. Isso possibilita gols de Giuliano, Walace, Douglas… atletas que vem de trás.

Sobre a titularidade do atacante Everton: “Aceita que dói menos. Aceita que és titular… deixa de ser promessa e passa ser afirmação”. Ele ainda referiu que deu a sequência ao atacante para que ele pudesse desenvolver seu melhor futebol.

Ao ser questionado sobre a suspensão do volante Walace (recebeu terceiro amarelo e não enfrenta o Sport RE na próxima rodada): “Uma dor de cabeça a menos pra mim.” Ressaltou a “facilidade” para escolher o time para o próximo desafio.

Seu jeito de falar é o mesmo jeito da forma que lê o jogo.

Assista à coletiva:

Comentários

Comentários