Renato: “Alguém vai me perguntar sobre a minha folga?”

FOTO: LUCAS UEBEL / GRÊMIO

FOTO: LUCAS UEBEL / GRÊMIO

O Grêmio se reapresentou nesta segunda-feira no CT Presidente Luiz Carvalho e retomou a rotina após todo o final de semana passado inteiro de folga. O tricolor joga na próxima quinta-feira contra o São Paulo no Morumbi pelo Brasileirão.

A atividade no gramado do CT nesta segunda foi marcada por um treino em campo reduzido com revezamento entre três times. O time está encaminhado e deverá ser o titular, mas com a ausência certa de Kanneman que está suspenso pelo terceiro amarelo. Fred, Wallace Reis e Thyere brigam pela vaga.

Com relação ao lateral Edílson, o recurso que o jurídico gremista impetrou junto ao STJD ainda não foi apreciado e ele segue como dúvida. Lembrando que o jogador está punido com cinco jogos de suspensão após a briga no Gre-Nal 411 entre ele e Rodrigo Dourado do Inter.

Após o treino, Renato Portaluppi concedeu entrevista coletiva e começou no seu estilo: “Alguém vai me perguntar sobre a minha folga?”

Com relação a folga do final de semana:

“Tem muita gente preocupado com a minha folga. Tem gente que não tem família? Perguntem pra mim! Já vou adiantando: Toda folga que eu tiver eu vou pro RIO! PONTO! Pelo amor de Deus! Vão cuidar de suas famílias. Queria saber, com todo respeito ao outro lado, se perguntaram onde o Celso Roth passou a folga? Porque quando é o Renato? Meu Deus! Deus deu um CPF e uma vida pra cada um”.

Sobre a decisão da Copa do Brasil no jogo de ida ser no Horto:

“Meu grupo tá preparado. Não importa onde for. Seja no Independência… Seja no Mineirão. O grupo tá bem na parte física e técnica. Meu grupo tá preparado pro Brasileiro e pra Copa do Brasil.”

Sobre a zaga que encara o São Paulo:

Vai jogar o Wallace! Ao lado do Geromel. Já defini. Vamos ver quem estiver em condições de jogar contra o São Paulo. Os demais que tiverem condições vão jogar até por causa do ritmo de jogo.

Quanto da reeleição de Bolzan Jr.

“Fiquei feliz por ele ter vencido. Hoje o Dr. Preis me perguntou sobre o meu contrato. Eu não discuto contrato então… Dei carta branca pro meu procurador começar a conversar, porque tô focado na Copa do Brasil. Acho que seria o maior presente de natal que poderíamos dar pra nossa torcida”.

Portaluppi ainda ressaltou sobre a ansiedade dos atletas e sua ansiedade quanto as finais da Copa do Brasil. Comemorou seu perda de sono, revelando que “passa um filme na sua cabeça”. Disse que é impossível não pensar nas finais.

 

 

 

 

 

Comentários

Comentários