Rafael Serra: “O sonho chamado Grêmio”

FOTO: LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA

FOTO: LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA

O dia amanheceu e talvez você não tenha conseguido dormir. Afinal, existe uma vantagem, existe um grande adversário e existe a possibilidade de uma final. E um título.

São 15 anos desde a última conquista. Justamente a Copa do Brasil. Ao lado do Cruzeiro, somos quatro vezes especialistas. Esqueçamos os 15, o quase e as tristezas. Lembremos de nós mesmos: a torcida.

Não foram poucas as vezes que você abriu mão da aula para ir ao estádio. Saiu mais cedo do trabalho, mesmo sabendo que a hora extra era importante naquele mês. Mas você queria a hora extra naquele jogo onde faltou apenas um golzinho. Ou ir até a televisão mais próxima porque o Olímpico já estava lotado e o único assento disponível era no fundo do bar. Se ausentou do almoço da família porque o time precisava daquele ponto para manter a esperança no ano seguinte jogando a Libertadores. Mentalize que a nossa libertação está próxima. Acredite.

Hoje irei à Arena. Não estarei na arquibancada. Estarei na cabine da Rádio Gre-Nal de onde comentarei a partida mais importante dos últimos nove anos. Nove anos é o tempo ausente de finais importantes. E três é o número de jogos necessários para acreditar no sonho chamado Grêmio.

Comentários

Comentários