Pedro Rocha: “Eu desci o túnel chorando e abalado”

FOTO: LUCAS UEBEL / GRÊMIO

FOTO: LUCAS UEBEL / GRÊMIO

O atacante gremista que foi o autor de dois gols no Mineirão no jogo de ida das finais na Copa do Brasil, foi expulso e desfalca o tricolor no dia 30 de novembro. Pedro Rocha foi bancado por Portaluppi e deu a recompensa pela confiança depositada nele. Sim! Foi herói e vilão no noite da última quarta-feira. Mas a verdade é que se não fosse o atacante, o tricolor não estaria com uma ótima vantagem para a finalíssima da competição.

Sobre a sensação durante o jogo até ser expulso:

“Foi um grande jogo sim, um abela vantagem… Feliz pelos dois gols e triste pela expulsão, mas credito que dei minha contribuição. Feliz pelos meus companheiros, triste por não jogar o último jogo”.

Com relação ao segundo cartão amarelo e se tinha se esquecido do primeiro cartão:

“Na verdade não… não… já tava com câimbras, estiquei o pé e o juiz entendeu que era pra expulsão. Sei que errei ao tirar a camisa, e vou pagar pelo que eu fiz”

Como ficou sabendo do gol de Everton: 

‘Eu desci o túnel chorando e abalado. Mas cheguei no vestiário e vi o jogo e fiquei feliz. Faltam 90 minutos, não ganhamos nada ainda. Eu confio muito no meu potencial e sei que tem adversário no outro lado… Passa muita coisa na cabeça, não tava acreditando que tinha sido expulso… tivemos com um a menos e todos correram dobrado.”

 

Comentários

Comentários