Nico López, reuniões e mudanças no futebol: a semana do Inter para retomada no Brasileirão

Jogadores foram hostilizados na saída para o estacionamento. Foto: Alexandre Ernst/Mundo Gre-Nal

Jogadores foram hostilizados na saída para o estacionamento. Foto: Alexandre Ernst/Mundo Gre-Nal

As derrotas para Figueirense, Botafogo, Flamengo, Grêmio, Santa Cruz e, neste domingo (17), o Palmeiras, e o ponto conquistado em 21 disputados ligaram sinal de alerta no Beira-Rio.

A semana cheia para Paulo Roberto Falcão trabalhar e corrigir falhas deixadas pelo antigo treinador é vista como primordial para a sequência no Brasileirão. A ideia é fazer 10 dos 12 pontos a disputar contra Ponte Preta (F), Corithians (C), Cruzeiro (F) e Fluminense (C). Serão três semanas cheias para os treinamentos no Parque Gigante – apenas o confronto contra o Cruzeiro se dá no meio da semana.

– Posso mudar o esquema ao longo do jogo. Mas não há necessidade de confundir ainda mais o grupo. Preciso conhecê-los mais – resumiu Falcão na coletiva após o confronto contra o Palmeiras.

– Conseguimos (jogar sem chutão). Temos de jogar melhor na primeira linha, na segunda linha. Mas temos de ter cuidado. Vamos priorizar recuperação e uma chegada mais concisa à frente – completou o novo treinador.

Veja imagens da manifestação após a derrota para o Palmeiras:

Nos bastidores, um movimento será a corrida contra o tempo para regularizar Nico López. Entre Inter e Udinese está tudo acertado. O problema é que o Nacional-URU tem de encerrar o vínculo do atleta junto à Fifa e, após isso, o time italiano confirmaria a venda ao Inter. O protocolo é Online, mas depende da agilidade – e também boa vontade – dos envolvidos. Ainda que haja divergência nos valores apurados na negociação, o fato é que o investidor Delcir Sonda é o avalista do trâmite.

Os protestos tendo como alvo principal o presidente Vitorio Piffero e o vice de futebol Carlos Pellegrini não passarão despercebidos. Não estão descartadas mudanças no departamento de futebol. Pellegrini será blindado. A informação inicial é que não cairá. Mas uma série de reuniões nesta semana apontarão novos rumos no comando do vestiário do Inter.

– É natural a torcida estar insatisfeita. Mas temos de trabalhar, Falcão terá uma semana para trabalhar. Os resultados vão acontecer – avaliou Carlos Pellegrini.

– A gente sabe que o Brasileiro tem isso. Se fizermos três ou quatro vitórias consecutivas podemos chegar à ponta da tabela novamente. Temos de dar confiança aos jogadores e ao treinador que está chegando – completou o vice de futebol.

Comentários

Comentários