Não basta ser sócio do Grêmio, tem que fidelizar!

FOTO: LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA

FOTO: LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA

O tricolor ganhou 18,5 mil novos sócios com final e tem a tarefa de fidelizar estes novos associados. O quadro social do Grêmio teve um aumento de 81 mil pessoas e tem um lucro de arrecadação que gira em torno dos R$ 2 milhões.

Com a final na Copa do Brasil, esse número de sócios deu um salto significativo, se não vejamos: Dos 18,5 mil torcedores que se fidelizaram, 75% são da modalidade sócios-torcedor, e contribuem de R$ 28 mensais. A média de renda do Grêmio num total de 13.875 pessoas gira em torno dos R$ 38. Existe uma parcela de 4.625 pessoas que alternam três faixas de modalidades do sócio que tem mensalidades entre R$ 98, R$ 235 e R$ 352, o que resulta numa média de R$ 342,50.

Os novos sócios do último mês de novembro, deram ao Grêmio um lucro de R$ 2.111.312,50. Com a possível volta do Grêmio na disputa de uma Libertadores, o desafio do clube é manter este novo sócio em dia e fidelizado, uma meta não tão fácil de se atingir, afinal, depende muito dos resultados de dentro de campo.
A

Comentários

Comentários