Luan tira Walace de entrevista durante o vexame do Grêmio diante do Coritiba

FOTO: LUCAS UEBEL / GRÊMIO

Era final do primeiro tempo e os atletas se dirigiam ao vestiário. O Grêmio já estava levando os 4×0 dentro do Couto Pereira no jogo contra o Coritiba na última quarta-feira. O volante Walace iria conceder entrevista para a Rede Globo quando Luan o retira da mira do microfone do repórter e do enquadramento da câmera, puxando o volante pelo braço. Estranho. No mínimo estranho.

O jogo válido pela vigésima terceira rodada do Brasileirão além de catastrófico para o Grêmio em termos de tabela, teve esse fato “curioso”.

“Vamo! Vamo!” Esbravejou Luan, não deixando qualquer atleta gremista falar no intervalo. Existem várias interpretações para essa atitude do atacante do Grêmio: Indignação, “máscara”, manter a concentração… Enfim, como queiram. Mas uma coisa é certa: A culpa da goleada sofrida em 20 minutos não é da imprensa! Não mesmo! A culpa da bola pequena apresentada não foi na imprensa. O Grêmio jogou com três volantes e toma quatro gols em 20 minutos e a culpa é da imprensa? A resposta é definitivamente não.

A grande verdade é que o Grêmio não vem jogando coisa alguma. O sistema de jogo criado por Roger Machado naufragou e o Grêmio tem um tempo curto para tentar se recuperar. E já é no próximo domingo pela vigésima quarta rodada no campeonato, dentro da Arena contra o líder Palmeiras às 18h30. 

Luan e Walace são medalhistas olímpicos é podem jogar infinitamente mais do que jogaram na última quarta-feira. E a imprensa? Seguirá fazendo o seu papel. 


Comentários

Comentários