Inter x Cruzeiro: o histórico que faz o torcedor acreditar no último suspiro

Foto: Ricardo Duarte/Internacional

Foto: Ricardo Duarte/Internacional

por Alexandre Sampaio, especial

Se depender de histórico nos últimos 30 anos dá para sonhar com uma vitória contra o Cruzeiro neste domingo.

Os times que imortalizaram esse clássico nos anos 70 tem vantagem em seus domínios nos confrontos entre si.

Nos últimos 30 anos se enfrentaram pelo campeonato brasileiro, com o Inter de mandante, por 23 vezes, sendo 13 vitórias do Inter, cinco empates e cinco vitórias do time mineiro.

Além disso, houve um confronto pelas oitavas da Copa Sul-Americana de 2004 onde o Inter venceu por 3×1 (depois se classificou com outra vitória em BH), e outros dois confrontos pela antiga Copa Sul-Minas, sendo uma vitória cruzeirense em 2001 por 2×0 e um empate em 2003 por 3×3.

Pelo Brasileirão temos os seguintes destaques desse período:

  • Em 1987 o jogo foi pelas semifinais com empate 0x0. Na sequencia o Inter venceu em BH por 1×0 e foi adiante.
  • Já em 1988 os times se enfrentaram no Beira Rio duas vezes pelo mesmo torneio. Na primeira fase um empate no tempo normal e depois disputa nos pênaltis com vitória colorada. Nas quartas de final, já com Abel Braga no comando, o Inter mostra superioridade e vence por 2×0 se classificando para as semifinais contra o Grêmio.
  • No confronto de 1993 o Inter, com Falcão no comando, venceu por 3×0 sendo o destaque da partida o zagueiro Adílson Batista (?!) com dois gols.
  • Em 1995 os times se enfrentaram em Chapecó. O Inter com Abel Braga de novo no comando venceu por 2×0.
  • Na Copa João Havelange de 2000 os times se cruzaram nas quartas de final. O Cruzeiro era muito favorito. O jogo de ida no Beira Rio foi 1×1. O Atacante do time mineiro, Oséias (que 4 anos depois jogou no Inter), fez os 2 gols do confronto.
  • No empate pela Sul-Minas de 2002 o lateral Maricá contratado pelo Inter, fazendo sua estreia, errou um passe tosco na defesa na primeira vez que encostou na bola que originou o gol cruzeirense. O jogador não foi mais escalado e foi embora alguns meses depois.
  • O confronto do brasileirão desse mesmo ano foi aterrorizante para o Inter. Apesar de jogar bem e empilhar chances, o time foi derrotado por 1×0 (gol do zagueiro Luisão) e praticamente saiu do estádio com status de rebaixado. Coincidência demais o jogo na penúltima rodada do campeonato outra vez com o Inter na mesma situação.
  • Em 2005 o time liderado por Fernandão, Tinga e Sóbis vence com autoridade por 4×1 e embala no campeonato. Dois dias antes, o atacante Fred saiu do Cruzeiro sendo vendido para o Lyon.
  • Alex fez um golaço de falta em 2007, aos 47 do segundo tempo para decretar a vitória do Inter, outra vez comandado por Abel Braga.
  • Já em 2009 o Inter brigava pela liderança do torneio e após uma sequencia de bons resultados enfrentou o Cruzeiro de campanha modesta no Beira Rio. Saiu na frente, mas deixou virar. Empatou no segundo tempo e 1 minuto depois tomou o gol da derrota. Um balde de água gelada.
  • Os times abriram o campeonato de 2010 com um pênalti a favor do Cruzeiro a 1 minuto de jogo. Kleber Gladiador fez o gol. O Inter empatou (com os reservas), mas depois tomou o gol da derrota. O zagueiro do Inter, Ronaldo Conceição, se machucou sozinho, aos 3 minutos do primeiro tempo, sem nem tocar na bola (rompeu o tendão de aquiles). Muita emoção para um início de jogo.
  • Celso Roth era o treinador do Cruzeiro em 2012 no último confronto das equipes no antigo Beira-Rio. Leandro Damião e Oscar fizeram os gols da vitória por 2×1.
  • O jogo de 2013 foi em Novo Hamburgo, o time mineiro era muito superior e venceu por 2×1.
  • Em 2014 o jogo foi em Caxias. Os times disputavam a liderança antes da Copa e o Cruzeiro levou a melhor por 3×1, de virada. O técnico do Inter era outra vez Abel Braga.
  • Em 2015 foi o primeiro confronto dos clubes no novo Beira Rio. Vitória do Inter por 2×0. Mano Menezes era o treinador do Cruzeiro. Vitinho fez os gols do Inter.

Comentários

Comentários