Grêmio vence o São Paulo na Arena e segue na cola do líder Palmeiras

FOTO: LUCAS UEBEL / GRÊMIO

FOTO: LUCAS UEBEL / GRÊMIO

O Grêmio venceu o São Paulo por 1×0 e segue atrás do líder Palmeiras no campeonato. Com gol de Douglas, o placar ficou “barato” para os paulistas. O tricolor merecia mais pelo o que produziu.

O jogo válido pela 16ª rodada do Brasileirão na Arena começou bem para o Grêmio. Logo aos 2 minutos uma triangulação entre Douglas e Negueba resultou num chute do meia, porém sem perigo ao gol de Denis. O Grêmio começou com mais vontade no jogo, o que era esperado, afinal era o mandante. Aos 6 minutos, outra troca de passes entre Bolaños e Maicon e mais uma finalização do Grêmio.

Aos 9 minutos Negueba arrsicou no gol, levando Denis a espalmar a bola para linha de fundo. O São Paulo ainda não entrava na área gremista e pouco criava. Já nos 10 minutos Bolaños testou o goleiro são paulino novamente criando mais uma chance de gol. Na sequência, seguia a pressão gremista e Everton quase abre o placar também chutando de fora da área.

Quase aos 15 minutos o São Paulo finalmente atacou o Grêmio. Michel Bastos cruzou para área gremista obrigando Marcelo Grohe a sair para vetar a jogada. Nesse momento do jogo, os paulistas já conseguiam quebrar o ritmo do Grêmio.

Aos 18 minutos o volante Jaílson arriscou de fora da área, porém sem perigo. A bola passou longe. O jogo ficou igual aos 20 minutos, pois o São Paulo atacava com certo ímpeto. Num contra ataque fulminante em uma roubada de bola, o Grêmio quase abre o placar, mas Lugano parou com falta dura o atacante Negueba. Na cobrança, Edílson obrigou Denis a realizar uma grande defesa. Grêmio seguia com força e vontade, melhorando seu desempenho. O São Paulo teve como maiores ameaças Cueva e Centurión. Eram os melhores dos paulistas jogados 25 minutos da primeira etapa.

O São Paulo cometia muitas faltas. Aos 28 minutos o Grêmio quase abre o placar novamente. Cruzamento do lateral Iago e quase Bolaños de cabeça faz. Aos 32 minutos Negueba quase faz o gol, mas chutou longe após passe de cabeça de Maicon. Grêmio já tinha 11 arremates no gol do São Paulo e os paulista apenas um chute contra o Grêmio.

Aos 33 minutos o São Paulo resolveu acordar: Michel Bastos quase marca numa arrancada com chute no gol de Grohe, mas Geromel evita num carrinho na pequena área. Grêmio criava muito, mas a pontaria não ajudava.

Perto dos 40 minutos do primeiro tempo Everton tentou, mas fez falta de ataque dentro da área do São Paulo. O melhor desempenho gremista não resultava em gols. Aos 42 minutos Everton que não vinha bem no jogo sentiu o posterior da coxa e saiu para a entrada de Pedro Rocha. Ele entrou bem, mas apesar de inúmeras chances criadas pelo Grêmio, o primeiro tempo acabou sem gols aos 48 minutos.

No início da segunda etapa o São Paulo voltou mais desperto e o jogo se mostrava equilibrado. Jogados 4 minutos nenhum dos times produzia muito. Mais se estudavam do que atacavam. Mas aos 6 Bolaños arrsicou de longe e quase fez o gol. a bola passou muito perto da trave direita de Denis.

Nos 7 minutos finalmente o gol gremista. Bolaños arma a jogada para Maicon que chutou. Denis espalma errado pra frente da pequena área e Douglas marca o gol. É o quarto gol do meia na temporada. Os 4 gols dele no campeonato foram de rebote.

O São Paulo tentava igualar, mas sem muito brilho. Aos 13 minutos os paulistas criavam e criavam, mas sem finalizções de qualidade. Jogados 16 minutos da segunda etapa o Grêmio seguia pressionando. Os paulista apenas se defendiam e pouco fazia para empatar. Jogados 20 minutos o Grêmio seguia em cima tentando ampliar o placar. Nada parecido com as partidas anteriores, quando fazia o gol e recuava. A partida seguia igual jogados 26 minutos até que em jogada de Bolaños passando para Douglas resultou em um chute potente que Denis defendeu de forma bem estranha, quase fazendo um “gol contra”.

Aos 30 minutos o São Paulo parecia já abatido e o Grêmio muito superior. Jogando muito bom futebol. Bolaños triangulava facilmente com Edílson nas jogadas de ataque. A defesa paulista no lado esquerdo vazava demais e numa escapada de Negueba aos 34 minutos, Mena faz falta dura e é expulso. O São Paulo mexeu, mas em nada fez efeito. O Grêmio seguia em cima querendo marcar mais um gol. Douglas foi substituído por Henrique Almeida, saiu cansado e muito aplaudido pela torcida.

Nos 38 minutos de jogo o placar parecia definido, mas Maicon aos 42 minutos em mais um ataque gremista quase faz o segundo. Denis fez milagre. Foi um chute muito bom com endereço que tinha o cantinho da goleira como foco. Por pouco não saiu o gol.

O jogo se encaminhou para o final aos 50 minutos com um São Paulo acomodado com a derrota e com um Grêmio que queria muito mais.
Grêmio: Grohe, Edílson, Geromel, W. Reis e Iago; Maicon, Jaílson, Everton (Pedro Rocha), Douglas (H. Almeida); Negueba (Kaio), Miller Bolaños. Técnico: Roger Machado

São Paulo: Denis, Bruno, Maicon, Lugano e Mena; Thiago Mendes e Wesley; Centurión (Pedro Bortoluzo), Cueva e Michel Bastos; Gilberto (Kelvin). Técnico: Edgardo Bauza

Comentários

Comentários