Grêmio sem Giuliano: fora do G-4 e queda de mais de 20% de aproveitamento no Brasileirão

FOTO: LUCAS UEBEL / GRÊMIO

FOTO: LUCAS UEBEL / GRÊMIO

por Filipe Abílio, especial

Vendido para o futebol russo no final de julho, Giuliano deixou saudades no time do Grêmio. Sem o jogador, Roger Machado já testou Negueba e Pedro Rocha na função, armou uma formação com três volantes, mas em nenhuma das tentativas obteve êxito. Desde a saída do meia, o Tricolor despencou na tabela de classificação, caindo de terceiro para sexto colocado no Campeonato Brasileiro e viu a distância para o líder Palmeiras dobrar de cinco para dez pontos.

O desempenho gremista no período pós-Giuliano, consequentemente, também piorou. Nas 15 rodadas que o meio-campista esteve presente, o Grêmio conquistou um aproveitamento de 60%. Já nas oito partidas sem o jogador até o momento, o rendimento do time é de Z-4: 37,5% – o percentual só é superior ao do Santa Cruz e ao do América-MG na competição.

Mesmo sem jogar pelo Tricolor há quase dois meses, Giuliano continua como vice-artilheiro gremista no Brasileirão com quatro gols marcados, empatado com o meia Douglas. O jogador também se mantém como um dos principais assistentes da equipe em 2016. Está em segundo no quesito, ao lado de Douglas e Pedro Rocha, com cinco passes para gols na temporada.

Grêmio com Giuliano:

– 15 jogos, 8 vitórias, 3 empates e 4 derrotas (aprov. 60%).

– Era 3° colocado com 27 pontos.

Grêmio sem Giuliano:

– 8 jogos, 2 vitórias, 3 empates e 3 derrotas (aprov. 37,5).

– Está na 6ª posição com 36 pontos.

Comentários

Comentários