Grêmio preocupado com o julgamento da próxima quinta-feira no STJD

Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

O julgamento marcado para 3 de novembro, às 17h (Brasília), na quarta comissão disciplinar do STJD preocupa o Grêmio, afinal, serão julgados os atletas Edílson e Miller Bolaños, bem como o técnico Renato Portaluppi.

Com ralação aos atletas, o julgamento é referente ao clássico Gre-Nal 411. Eles foram enquadrados no artigo 254-A do CBJD (Código Brasileiro de Justiça Desportiva), por praticar agressão física. A pena varia de 4 a 12 jogos de suspensão. O caso do equatoriano preocupa, mas no que se refere a Edílson a preocupação é muito maior, pois as imagens da briga entre o lateral e o volante Rodrigo Dourado do Internacional são claras e mostram os socos desferidos pelo atleta do Grêmio no jogador do Internacional. A súmula da arbitragem foi contundente ao referir o fato.

Já o caso de Portaluppi é um pouco mais ameno. O treinador foi expulso em jogo da Copa do Brasil no Allianz Parque, quando o tricolor empatou com o Palmeiras e passou para a fase das semifinais na competição. A expulsão foi decorrente da interpretação do árbitro, que no fato alegou que o treinador gremista teria reclamado da arbitragem. A alegação do Grêmio é que no lance, Renato estaria falando com o meia Douglas sobre o jogo.

Comentários

Comentários