Grêmio padroniza discurso sobre “90 minutos para confirmar”

FOTO: LUCAS UEBEL / GRÊMIO

FOTO: LUCAS UEBEL / GRÊMIO

Está sendo assim desde a última segunda-feira quando o tricolor se reapresentou em Porto Alegre após jogar pelo Brasileirão em Santa Catarina onde empatou com o Figueirense: “Temos 90 minutos contra o Cruzeiro na quarta para confirmar”. Este é o discurso padrão tanto dos atletas quanto o de Portaluppi.

Nesta tarde de terça-feira, o time treinou na Arena. A primeira parte com portões fechados. Quando abertos, a imprensa pode ver mais treinamentos de penalidades máximas. A orientação do treinador tricolor para seus comandados é de que “esqueçam o regulamento”. Após a atividade, o goleiro Marcelo Grohe concedeu coletiva, na qual destacou a importância dos 90 minutos na próxima quarta:

“É algo importante não só para mim, mas para o clube, para os jogadores, colocar o Grêmio numa final depois de 2007 (quando o clube decidiu a Libertadores). Fazem nove anos que (o Grêmio) não chega numa final de competição nacional ou internacional, é uma oportunidade que a gente tem. Os primeiros 90 minutos já foram, agora tem outros 90 para a gente confirmar. Comemorar, só depois de garantir a classificação, se a gente conseguir” disse o goleiro na sua fala.

Destacou como é importante o time titular nesse momento e salientou quanto a situação de Kanneman, que está pendurado com dois cartões amarelos:

“(Kannemann) é Jogador importante, em excelente fase. Se tiver que tomar cartão é do jogo. Importante é que têm jogadores para substituí-lo à altura, Thyere, Fred, que já deram conta do recado e se precisar estão prontos. Mas, claro que torcemos para que saia zerado do jogo para a final, caso a gente passe” completou o goleiro.

Comentários

Comentários