Grêmio desperdiça chances e empata com o América-MG

FOTO: TWITTER / GRÊMIO

FOTO: TWITTER / GRÊMIO

O jogo pela 17ª rodada do Brasileirão às 18h30 em Minas Gerais começou morno entre América MG e Grêmio, mas com o coelho mineiro por vezes “voando” baixo. Correu muito, mesmo. O Grêmio produziu muito pouco, teve atleta expulso e retorna para Porto Alegre após ter desperdiçado 2 pontos deixados lá em Minas Gerais.

Logo nos 3 minutos iniciais o tricolor tenta um contra-ataque rápido, com lançamento de Miller Bolaños para Pedro Rocha. Mas o atacante para na marcação de Sueliton. Aos 5 minutos escanteio para o América, o primeiro do jogo que surtiu num cabeceio de Suelinton. No contra ataque aos 7 minutos a primeira finalização gremista: Pedro Rocha envolveu a zaga mineira do América e quase abriu o placar.

Jogados 10 minutos, Douglas e Bolaños tentaram tabelinha, mas sem sucesso. Nesse momento o jogo muito igual para ambas as equipes. O mais perigoso do América era Matheusinho. Pelo Grêmio Pedro Rocha se destacava mais pelas finalizações.

Nos 15 minutos, mais uma pela esquerda do América: Pablo cruza e Grohe sai para impedir cabeçada de Michael. Jogo muito igual até então. Morno demais, com um Grêmio arriscando pouco. Um minuto depois Douglas faz grande passe para Bolaños, mas o equatoriano estava impedido.

O coelho mineiro pressionava muito a saída de bola da zaga gremista até que numa escapada aos 22 minutos Bolaños quase abre o placar, porém a bola foi desviada para escanteio gremista que em nada na sequência surtiu efeito.

Aos 24 minutos o Grêmio não animava mesmo. Muito tímido e pouco criava e em nada forçava o lanterna do Brasileirão. Muito pouco para quem naquele momento precisava vencer. Jogados 26 minutos da primeira etapa, Osman quase surpreende a defesa gremista e por pouco não abre o placar. O Grêmio recuava muito e pouco criava nesse momento. O time gaúcho fazia muitas faltas transformando a partida em praticamente num “para e arranca”. Aos 30 minutos o 0x0 persistia com dois times completamente apáticos. Poucos momentos de criatividade surgiam.

Aos 35 minutos o Grêmio se safou. Jonas coloca na área, Michael desvia e Marcelo Grohe faz grande defesa. No rebote, Edílson tira de bicicleta! Cruzamento para área gremista e a conhecida bola aérea quase fez de novo o Grêmio vítima dessa situação. O tricolor não estava bem. O América defendia bem as subidas gremistas. Nos 40 minutos o Grêmio ainda tentava furar o bloqueio mineiro, mas em nada conseguia realizar. O técnico Roger Machado com uma expressão facial nada animadora no pontilhado teria trabalho no intervalo de jogo para mobilizar o seu time.

Mas, aos 42 um lampejo azul: Douglas dá grande passe entre a defesa do coelho mineiro para Bolaños. O atacante finaliza muito perto da trave esquerda de João Ricardo, já dentro da área! Quase! Por pouco o tricolor não abria o placar. O América reagiu e aos 44 Matheusinho recebe grande lançamento e vai para cima da marcação e passa para Pablo. O meia por pouco não faz um golaço. Marcelo Grohe impede o gol do Coelho! O tricolor ia para o vestiário com muitos pontos a acertar no time.

Retomada a partida na segunda etapa sem modificações no intervalo, o Grêmio tentava abrir o placar, mas jogados 3 minutos em nada mudava. Aos 9 minutos tudo igual ainda na partida. Os times muito apáticos. Um Grêmio irreconhecível e um América como conhecemos: Fraco.

Jogados 11 minutos do segundo tempo, o América era melhor e pressionava. Roger Machado perdeu a paciência e mexeu no time: Entrou o garoto Guilherme na vaga de Pedro Rocha.

Chegando perto dos 16 minutos da etapa definitiva, o jogo seguia da mesma forma. Incrível como o Grêmio nada criava. Então surgiu a principal jogada do Grêmio na partida aos 18 minutos: Lançamento de Maicon para Miller Bolaños que chutou no poste. Aos 21 minutos o jogo seguia no 0x0 e nada de contundente era produzido pelo times. O Grêmio até tentava mais, mas nada de efetivo.

O América quase abriu o placar após um escanteio aos 29 minutos. Já aos 32 minutos Edílson foi expulso, deixando o Grêmio desfalcado. Um carrinho com força desproporcional tirou o lateral do jogo.

Nos 36 minutos o América jogava melhor e o Grêmio se defendia como podia. O 0x0 persistia e com certeza o Grêmio não poderia reclamar. O jogo seguia nessa “pegada” muito fraca. Pouquíssima qualidade apresentada pelos times. Aos 44 minutos da segunda etapa o jogo se encaminhava para o final com direito a 4 minutos de acréscimos.

Aos 46 o futebol medonho seguia sendo jogado e indo assim para o seu final.

Grêmio: Grohe, Edílson, Pedro Geromel, Wallace Reis e Marcelo Oliveira; Jailson, Maicon
Douglas (Ramiro), Negueba; Miller Bolaños (H. Almeida) e Pedro Rocha (Guilherme). Técnico: Roger Machado

América MG: João Ricardo, Jonas, Alison, Sueliton e Gilson; Leandro Guerreiro (Claudinei), Juninho, Pablo, Matheusinho (Loboa); Osman e Michael (V. Rangel). Técnico: Enderson Moreira

 

Comentários

Comentários