Golaço de Damião, Romário, Renato Portaluppi, Andrezinho: a história de Inter x Flamengo

Foto: Alexandre Lops/Internacional

Foto: Alexandre Lops/Internacional

por Alexandre Sampaio, especial

O confronto entre Internacional e Flamengo no Beira-Rio teve seu ápice em 1987 quando os times decidiram o campeonato brasileiro daquele ano (Copa União). O empate em 1×1 mostrou que o fortíssimo time carioca tinha melhores condições em campo para ganhar o tetracampeonato na época.

Além do Brasileirão os times se enfrentaram por praticamente todos os torneios possíveis em 30 anos. Pela Copa do Brasil foram 3 embates onde o Inter venceu 2 vezes (1996 e 2009) e empatou uma (1997). Na Libertadores empataram em 0x0 em 1993. Pela Sul-Americana vitória colorada em 2003 por 3×1 e na Seletiva para a Libertadores em 1999 outra vitória colorada por 1×0.

Pelo Brasileirão o Inter tem larga vantagem nesse mesmo período com 13 vitórias, 8 empates e 3 derrotas.

Eis aqui alguns destaques:

  • Antes da final em 1987 o Inter venceu na fase classificatória por 2×0. Destaque para Taffarel que foi aplaudido por Zico após uma excelente defesa. Amarildo fez os gols do Inter, inclusive o gol da final também.
  • Abel treinava o Inter pela primeira vez em 1988. Depois disso ainda comandou o Inter no confronto em 1995 (0x0), 2006 (1×0), 2007 (3×0) e 2014 (4×0).
  • O gol da vitória de 2006 foi marcado por Alex, há longos 10 anos atrás. Será que repete a dose agora?
  • Falcão era o treinador do Inter na vitória de 1993 por 2×0.
  • Na vitória por 3×2 na Copa do Brasil de 1996 era a estreia de Nelsinho Baptista no comando do Inter. O Flamengo tinha Romário como atacante. O time colorado venceu na superação, com um a menos, de virada.
  • O Baixinho também estava nos confrontos de 1995 do Brasileiro e 1997 da Copa do Brasil.
  • Ainda no confronto da Copa do Brasil de 1997 um torcedor do Inter invadiu o campo e agrediu o juiz Sidrak Marinho. O juiz foi à delegacia após o jogo prestar queixa. Alguns torcedores foram ao local para xingar o juiz e o chamavam de “Sergipano Sub-Raça”.
  • Celso Roth treinava o time de 1997 e no Brasileiro comandou a vitória por 4×0. Renato Portaluppi jogava no Flamengo (assim como em 1987 e 1993) e saiu de campo alegando lesão ainda no primeiro tempo. “Previu” a tragédia que seria aquele jogo.
  • Em 1999 o Flamengo vence por 2×1 na estreia de Walmir Loruz como técnico do Inter. No mesmo ano os times voltaram a se enfrentar pela Seletiva para a Libertadores de 2000. Elivélton marcou o gol da vitória do Inter. Na noite anterior, Romário foi dispensado do Flamengo por sair na noite de Caxias após derrota para o Juventude por 3×1, o que eliminou o Flamengo do Brasileirão.
  • Em 2000 o Inter faz 3×0 no Flamengo treinado por Zagallo. A torcida ironiza o técnico rubro-negro com o grito “ih, ih, ih, vai ter que me engolir”.
  • Na Copa do Brasil de 2009 uma vitória épica do Inter com gol do Andrezinho de falta nos minutos finais, classificando o Inter para a semifinal. No Brasileirão do mesmo ano o jogo foi num gramado extremamente encharcado, sem condições. Um 0x0 sem emoções. Na arquibancada a torcida estendeu uma faixa “Vendam também o Tite”. A diretoria mandou os seguranças tirarem.
  • Celso Roth também era o técnico na vitória por 1×0 em 2010 quando jogava um time misto e um golaço de Taison decretou a vitória colorada.
  • Ronaldinho Gaúcho foi o destaque no empate em 2×2 de 2011. Nesse mesmo jogo Leandro Damião, jogando pelo Inter, fez um golaço de bicicleta para empatar o jogo.
  • Forlán marcou seus primeiros gols com a camisa do Inter na vitória por 4×1 em 2012. O jogo também marcou o reencontro entre Fernandão e Dorival Jr. Meses antes Fernandão, então diretor de futebol, demitiu Dorival que era técnico do Inter.
  • O jogo de 2013 foi em Caxias com vitória do Inter. Juan marcou o gol no último minuto e não comemorou por ter história no time carioca.
  • A goleada de 4×0 em 2014 foi o primeiro confronto das equipes no novo Beira Rio. Homenagens à Fernandão no jogo todo. Era a primeira partida em casa que o Inter teve após a morte do ídolo. André Santos jogando pelo Flamengo, saiu do estádio separado da delegação e a torcida rubro-negra encontrou o atleta no pátio do Beira-Rio e o agrediu.
  • Paolo Guerreiro estreia pela Flamengo no jogo de 2015 marcando um dos gols da vitória do time rubro-negro por 2×1.

Comentários

Comentários