Força, domínio de bola e poderio ofensivo: o que o Inter ganha com a entrada de Ariel

Ariel

FOTO: ALEXANDRE ERNST/MUNDO GRE-NAL

As definições são do técnico Argel. O Inter terá a vida facilitada com a entrada de Ariel. Ou de um centroavante de área, fixo, centralizado, uma vez que Brenner e Maurides estão à disposição e, segundo o próprio treinador, ganharão oportunidades. Nesta sexta (8), em entrevista coletiva, o comandante colorado listou as diversas jogadas que o Inter pode vir a ter a partir da escalação do reforço trazido do México.

Confira abaixo o que diz Argel sobre o acréscimo de Ariel ao time do Inter:

Não tínhamos um jogador com essa característica (de área). Ariel tem experiência. Está aqui há 30 dias, ambienteado. Não é porque vai jogar que só jogaremos bola na área. Não jogamos dessa forma. O Ariel cumprirá uma função dentro da área, pois a bola passa muito por ali. Temos dois laterais que chegam muito bem, dois jogadors que têm a vitória pessoal – Sasha e Vitinho. No último jogo, a bola pipocou bastante na pequena área. Faltou um jogador rodado, experiente, acostumado a finalizar – avaliou Argel.

Temos alguém que fará o pivô, que segurará a bola, temos um definidor. Ariel não é salvação, será uma peça na engrenagem, que precisa voltar a funcionar. Você tem três jogando por trás do Ariel. Teremos aproximação, com o lateral, ainda há a chegada do Fabinho. Você tem uma chegada maior, com um cara quie preocupa o adversário. Ariel é uma opção. Não quer dizer que daqui a pouco não podemos voltar a ter um falso 9.

É um jogador que acrescenta, tem bagagem, argentino, que briga.

Comentários

Comentários