Chapa Independente Colorada: os 400 colorados que tentam “arejar” a política do Inter

Foto: Ricardo Duarte/Internacional

Foto: Ricardo Duarte/Internacional

Enquanto três candidatos à presidência lutam pelo voto do Conselho Deliberativo para ir ao pátio e disputar a preferência do associado do Inter, uma turma de aproximadamente 400 pessoas tenta se aproximar do órgão máximo das sentenças do clube e, com um discurso cheio de pretensão, arejar a política no Beira-Rio. Trata-se da Chapa Independente Colorada (CIC), movimento idealizado pelo ex-Convergência Colorada Rodrigo Ferreira (o @pescossoni) a partir de uma experiência desgostosa enquanto colaborador da última gestão.

– Movimentos votam a favor ou contra movimentos, falta pensar no Inter. A política do Inter é muito raivosa, muito pessoal – afirma Rodrigo. – Minha ideia é não concorrer neste ano, apenas quero dar oportunidade às pessoas que não viveram o Conselho ainda. Eu já dei minha contribuição. Fui mal. Não estava preparado para ser Conselheiro – completa o colorado de 36 anos.

Administrador de empresas com ênfase em análise de sistemas, Rodrigo aponta que cerca de 95% dos 400 nomes cadastrados em um banco de dados da CIC nunca disputaram uma eleição pelo Inter, nunca encararam as urnas para ser votados. Sabedor que a cláusula de barreira será um complicador para fazer com que integrantes da CIC tenham direitos à cadeiras do Conselho – a nominata deve fazer 15% dos votos na eleição, segundo Estatuto do clube -, a Chapa Independente Colorada tem suas definições, processos e organização delineados.

– Sou o cara que tem mais experiência no grupo, porque eu já passei por isso. Ninguém nunca me ensinou ou me explicou como as coisas funcionavam na política do Inter. É o que estou tentando fazer – aponta Rodrigo.

Para chegar aos 400 nomes da CIC, Rodrigo enviou cerca de 80 mil e-mails aos colorados quando deixou o Convergência Colorada. A busca pela transparência, a cobrança aos conselheiros e a obediência ao estatuto do clube estão entre as prioridades do grupo. A lista de 160 nomes da chapa para a eleição em dezembro será sorteada em um churrasco no Parque da Harmonia. O intuito: mostrar que todos são iguais e dar oportunidade a todos na composição da nominata.

– Alguns movimentos têm ranking para a lista de nomes, outros têm critérios mais subjetivos. Nós vamos usar da sorte, mesmo. Todos têm condições e interesse de estar no Conselho – conclui Rodrigo Ferreira.

Conheça o programa da Chapa Independente Colorada:

Comentários

Comentários