A volta de Miller, protestos e um Grêmio pressionado


FOTO: LUCAS UEBEL / GRÊMIO

O Grêmio que enfrentará o Palmeiras pela vigésima quarta rodada do Brasileirão na Arena às 18h30. É um Grêmio extremamente pressionado em todos os sentidos. O time não vence há quatro jogos e é sexto colocado com 36 pontos na tabela.

O técnico Roger Machado tem um missão difícil que é de vencer o Palmeiras ou será questionado no comando técnico da equipe. Além disso, informações dão conta que os bastidores na cúpula dos dirigentes gremistas não andam muito bons e de certo modo, dependendo do que ocorrer no domingo, a segunda-feira no Humaitá será nebulosa.

O Grêmio tem a volta de Miller B. O atleta deve reforçar o ataque tricolor ao lado de Luan. O equatoriano estava servindo a seleção de seu país nas eliminatórias para a Copa do Mundo na Rússia.

Nesta manhã de sábado, Roger Machado fechou os portões da Arena onde treinou pela última vez antes do desafio no próximo domingo e teve uma visita indesejada: Cerca de 20 torcedores protestaram contra o time na entrada da Arena. Cones e uma garrafa foram arremessados em direção ao estacionamento e portões foram chutados. 

Roger faz mistério e não deu pistas de qual time entrará em campo. O Grêmio possivelmente deverá contar com: Grohe, Edílson, Geromel, W. Reis e Marcelo Oliveira; Ramiro, Walace, Jaílson e Douglas; Miller B. e Luan.

Comentários

Comentários