A permanência de um ídolo no Grêmio não envolve somente “o cifrão”

FOTO: LUCAS UEBEL / GRÊMIO

FOTO: LUCAS UEBEL / GRÊMIO

Existe um desejo quase que mútuo entre Grêmio e Portaluppi quanto à renovação do treinador para 2017. Na última segunda-feira, o próprio Portaluppi revelou que já liberou seu procurador para que comecem as tratativas. Ele Renato, está focado nas finais da Copa do Brasil e não discute minuta ou qualquer contrato.

Com relação ao que já está pré-determinado: A premiação por vaga na Libertadores, por exemplo, já está no papel desde a assinatura do contrato vigente de três meses que o ídolo tricolor assinou quando da sua volta para Porto Alegre. Caso realmente haja a renovação, seu salário terá um aumento. Mas tudo isso que envolve as tratativas da transação e renovação não são somente o que mais “importa”. O clube do coração de Renato tentará algo mais para que ele permaneça em 2017.

Portaluppi receberia uma proposta de um contrato de três diasanos de duração (mesmo tempo de Romildo Bolzan, presidente reeleito recentemente, no cargo de mandatário do clube). Além disso: A estrutura de elenco e indicações seriam feitas na maioria das vezes por Renato, tendo efetivo trabalho neste quesito. A permanência de seu amigo Valdir Espinosa contaria e muito neste momento. Valdir é funcionário do clube e tem em seu contrato cláusula de renovação automática, bem como é peça certa para 2017.

Comentários

Comentários